Número total de visualizações de página

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012



"ATALHOS"

São imensos os dias abandonados
Nos atalhos onde o tempo se pisa
Com as sombras dos nossos olhos.

São as olheiras recauchutadas
Que vão enganando o instante espesso
Em que os minutos liquidificam o olhar.

Chorar nem sempre é sinónimo de perda
Ou quiçá de saudade avessa
Mas tão só uma pedra no nosso caminho
Que ora floresce ora vira desatino.

(Vóny Ferreira
)
Nota: Tudo quanto publico encontra-se registado na Soc. Portuguesa da Autores e IGAP