Número total de visualizações de página

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

DEIXA-ME SER...



Deixa-me ser o teu veneno

o nada que semeia o teu sempre

o segundo breve da tua intuição.



O mel puro que se dilui

no beijo que morre nos teus lábios

e renasce escaldante no meu coração.



Deixa-me ser a promessa iniciada

no fim da linha onde me dissipo

segura de tudo e de nada!


(VÓNY FERREIRA)

4 comentários:

Alice Luconi disse...

Adorei Vóny...lirico e desejoso como aprecio.Uma esperança continua...

Parabéns amiga...sempre


Bjs,ALICE

Karinna* disse...

*Súplica de pele e alma...
Forte e passional!
Admiro tua escrita por demais!
Esse teu recanto está uma delícia!
Beijos muitos
Ka*

Anónimo disse...

Leio-te como se te estivesse a ouvir, a tua voz rompe a fronteira do meu pensamento, talvez porque de quando em quando vou ouvir o vídeo com que gentilmente me mimáste.

Beijo
rosa

Vóny Ferreira e outros poetas neste blog : http://vonyfereeira.blogspot.com/ disse...

Muito obrigada às três amigas
que tanto estimo.
Beijinhos
Vóny Ferreira