Número total de visualizações de página

sábado, 5 de maio de 2012

HOJE...FUJO DE MIM! Poema escrito por: Vóny Ferreira








Hoje que fujo de mim

Não questiones nem te abeires

Do meu caminho tão flutuante

Onde escorrego e me deito.

Deixa que me afogue nas lágrimas

Que ardem dentro dos meus olhos

E que imerge triunfante

No cume de um despenhadeiro.


Hoje estou partida ao meio

Metade de mim quer sobreviver

Ser como o girassol em busca de luz

Agarrar-me às asas de uma águia

Para chegar mais perto do sol.


A outra metade quer morrer

Rasgar a pele com uma navalha

Esvair-me no sangue que jorra

Pregar a minha vida numa cruz!

(VÓNY FERREIRA)

2 comentários:

Lápis Sem Ponta disse...

Aqui com um cálice a colher tuas letras tingidas a sangue.
Onde a poesia reconforta e amaina as dores.
Beijos de universo.

VÓNY FERREIRA http://vonyfereeira.blogspot.com/ disse...

Meu caro e sipático Lápis, quem me der ser o seu bico para lhe escrever um poema sentido.
Abraçoooooooooo e obrigada pela visita