Número total de visualizações de página

domingo, 13 de maio de 2012

MAGIA poema de Lila Marques



Sou nascente vultosa
A desaguar
Em teu leito
Sou rosa
A brotar no teu peito,
Sou luz percorrendo o teu corpo,
Sou olhar
Que te admira
Absorto!

Sou gemido
Saindo das minhas entranhas
És cantiga
Que me acende chama tamanha
Somos sol, calor, juventude,
Arrebol, mar sereno, quietude.

Tu adentras meu silêncio fecundo
Silencias e me olhas profundo,
Somos ondas que se propagam no ar
Na força física contida nesta magia
Inexplicável e intraduzível
De amar.


Lila Marques.


7 comentários:

VÓNY FERREIRA http://vonyfereeira.blogspot.com/ disse...

A doçura da tua poesia Lila transporta
com toda a certeza o leitor sensível
para os campos floridos da emoção.
Como é bonito este poema!
Beijo,
Vóny Ferreira

Lírio Lilas disse...

Sabes que eu já nem me lembrava desse poema, Vóny? Obrigada por trazê-lo de volta à minha memória, acordando a poesia em mim...às vezes ela dorme...

Um beijo, minha amiga.
Lila.

Blog da Vanda disse...

Lila querida é prazeroso demais te ler.
Sua poesia é serena, é doce, é linda!

bjuss
Vanda

VÓNY FERREIRA http://vonyfereeira.blogspot.com/ disse...

Olá Vanda os seus comentários continuam a entrar automaticamente rs. É a unica pessoa que que permaneceu por aqui como administradora ativa do velho blog. Isto só para justificar à Lila que se o seu comentário entrou logo se deve e esse motivo. Beijo para as duas amigas e obrigada pela presença

Lírio Lilas disse...

Vanda, minha querida, eu comentei ontem, mas não entrou...
Obrigada sempre pelos seus comentários que refletem o seu olhar doce e poético para a vida.
Um beijo carinhoso,
Lila.

Blog da Vanda disse...

Bjussss pra você Vóny. Bjussss pra você Lila. Vocês duas há muito fazem parte de meus afetos.

Vanda.

VÓNY FERREIRA http://vonyfereeira.blogspot.com/ disse...

Ah Vanda és uma querida. Falo por mim, claro, e tu fazes do meu. Beijinhos
Vóny Ferreira