Número total de visualizações de página

domingo, 13 de maio de 2012

MINHA AMIGA Poema de Vóny Ferreira



MINHA AMIGA

(À Poeta e amiga Lila Marques)


Germina a goiaba

Enquanto subo o coqueiro
Que altivo espreita o céu
E se ofusca com o sol.

Diz-me… minha amiga


Porque sondo as fontes
No deserto das palavras?
Como se matasse a sede
E desafiasse as escarpas?


Agora que o sol se esconde
Atrás de um mar invencível
E os rios correm sem pressa
De seduzir um mar distante
Ah... eu vejo a luz do dia
À procura do horizonte!


Diz-me, minha amiga...


Porque chora a mangueira
Grávida de flores e de chuva
No infinito da memória
No calcário que há em mim…?

(VÓNY FERREIRA)

2 comentários:

Lírio Lilas disse...

Obrigada, Vóny, por ir buscar nos teus arquivos o primeiro poema que me dedicaste: LINDO!
Obrigada pelo carinho e pela surpresa.
Um beijo e ótimo domingo!
Lila.

VÓNY FERREIRA http://vonyfereeira.blogspot.com/ disse...

Foi de facto o primeiro poema
que escrevi para ti Lila.
Hoje que é dia das Mães no
teu belo País, só poderia
comemorar contigo no pensamento
já que além de ser uma mãe maravilhosa
és uma poeta fantástica e uma amiga
muito querida para mim.
Feliz dia, beijo
Vóny Ferreira