Número total de visualizações de página

sábado, 28 de abril de 2012

NO COMPASSO DO TEMPO




No compasso do tempo,
na planura da vida,
grita o sossego no medo
da dor
e do desassossego.


Na viagem ao espaço da alma,
na altura do templo,
sobe a riqueza na descompostura
da ambição
e da soberba.


Na espera ao nada da matéria,
na ambição do querer,
cresce a desmesura na dor
da falta
e da rutura.


Sem mais, sem nada!
Goreti Dias

Sem comentários: